• Moda

    História do tênis: saiba como ele se tornou um ícone

    Confortáveis e verdadeiros coringas, os tênis percorreram um longo caminho até tornarem-se peça-chave no guarda-roupa, adaptando-se às necessidades de um público cada vez mais exigente. Por isso, não é surpresa que a história do tênis tenha diversas curiosidades que o ajudaram a se consolidar como um símbolo da juventude.

     

    Hoje, trouxemos um conteúdo para mostrar a origem do tênis e todas as transformações que o calçado sofreu até chegar aqui.

     

    História do tênis: do nascimento na Idade Antiga até o século XIX

     

    Apesar de ser um calçado moderno, a história do tênis possui raízes na Grécia Antiga. Naquele período, os atletas de jogos olímpicos começaram a usar sandálias de couro para proteger os pés durante as competições.

     

    Porém, os primeiros antepassados do tênis foram criados pelo nova-iorquino Wait Webster, já no século XIX. Confeccionados em couro e com um formato semelhante a uma bota, eles foram pensados para serem utilizados em corridas.

     

    No entanto, foi Charles Goodyear quem inventou o tênis ao utilizar borracha vulcanizada para a fabricação de pneus. Neste método, o material era aquecido e misturado ao enxofre, tornando-se flexível e impermeável.

     

    A partir disso, a borracha começou a ser implementada nas solas dos sapatos e, em 1866, os primeiros tênis foram produzidos com solado desse material. Já em 1870, surgem os cadarços e a lona no cabedal. Assim, os calçados começaram a ser utilizados pelos tenistas, tornando-se os itens que conhecemos hoje.

     

     

    Os primeiros tênis esportivos

     

    Ainda no século XIX, surgiram os primeiros calçados atléticos. Lançados pela Reebok, eles continham spikes na sola para facilitar a prática de corrida. Nessa época, os tênis eram considerados artigos de luxo.

     

    Em 1917, a Converse lançou um calçado que se tornaria símbolo da juventude e da rebeldia: o All Star. Apesar de ter sido criado para a prática de ginástica, ele foi adotado por jogadores de basquete, como Chuck Taylor, que ajudou a promovê-lo e torná-lo mais confortável para os jogos.

     

    Já em meados dos anos 1920, dois irmãos alemães criaram um tênis de corrida que atraiu diversos atletas. No entanto, após um desentendimento, a parceria entre os dois foi desfeita, dando origem a Puma, de Rudolf Dassler, e a Adidas, de Adolf Dassler.

     

    Após o período pós-guerra, os tênis tornaram-se mais democráticos e deixaram de ser vistos como artigos de luxo, já que cada vez mais pessoas começaram a se preocupar com o condicionamento físico, buscando práticas esportivas e exercícios.

     

    O tênis como símbolo de rebeldia em 1950 e moda em 1970

     

    Em meados dos anos 50, o prático e confortável All Star começou a popularizar-se entre os jovens, tornando-se um símbolo da rebeldia sem causa. A partir disso, ele foi utilizado como forma de contestar os padrões estéticos da época.

     

    No entanto, os tênis ainda não eram amplamente utilizados pela maioria da população. Foi só em meados de 1970, com o lançamento do Nike Cortez, que a história do tênis no mundo começou a mudar. A partir daí, ele foi utilizado como peça de moda, graças às imagens da atriz Farrah Fawcett com o par na série As Panteras.

     

    O surgimento da cultura sneaker e os tênis de luxo

     

    Nos anos 80, a história do tênis ganhou novos contornos. Em 1984, o jogador de basquete Michael Jordan firmou a primeira parceria com a Nike, lançando o Air Jordan 1, que chegou a vender milhões de dólares no primeiro ano, tornando-se um objeto de desejo e um marco cultural.

     

    Ainda nessa época, a Gucci foi a primeira marca de luxo a lançar o próprio tênis, fato que ajudou os calçados a alcançarem um patamar ainda maior. Em 1996, foi a vez da Prada lançar uma versão luxuosa e influenciar outras marcas do setor.

     

    Nesse período, os tênis eram grandes, no estilo chunky. Os modelos com plataforma também começaram a se popularizar, graças às popstars, como Britney Spears e Spice Girls. Os modelos conhecidos como dad’s sneakers voltaram à moda há alguns anos, alcançando um novo status.

     

    Hoje, os tênis fazem parte do cotidiano, e há modelos para todos os gostos. Além disso, a cultura sneaker está cada vez mais enraizada, enquanto modelos exclusivos são lançados todos os anos, atraindo fãs. Dessa forma, o calçado passou a ser considerado um símbolo de estilo e até de status.

     

    Yuool: tênis confortáveis para acompanhar você em qualquer lugar

     

    Na Yuool, a história do tênis é fundamental para nos ajudar a criar calçados confortáveis, simples e atemporais, acompanhando nossos clientes em qualquer ocasião e clima. Aqui, você encontra modelos para casa, trabalho, treino e o que mais quiser. Confira e aproveite!