Confira quais países oferecem o visto de nômade digital e saiba como conseguir o seu

13 de janeiro, 2023
5 minutos de leitura
lifestyle
Confira quais países oferecem o visto de nômade digital e saiba como conseguir o seu

Que tal viajar e conhecer vários países enquanto trabalha? Há alguns anos, isso era apenas um sonho. No entanto, hoje, é possível por meio da modalidade que ficou conhecida como nomadismo digital. Se você se interessou pelo assunto, continue a leitura e descubra como conseguir o visto de nômade digital!

O que é o nômade digital?

O avanço tecnológico e o fortalecimento do trabalho a distância proporcionaram um novo estilo de vida, livre de horários e de residência fixa. Como resultado, surge um novo profissional, chamado de nômade digital.

Esse trabalhador moderno utiliza apenas um dispositivo conectado à Internet para exercer suas atividades. Com isso, pode morar em qualquer lugar do mundo enquanto trabalha em seu país natal.

Por que tornar-se um nômade digital?

vida de nômade digital trabalhando em uma cadeira de praia

Essa forma de trabalho pode ser adotada por profissionais de diversas áreas, apesar dos trabalhos com marketing digital, design e criação de conteúdo serem os mais comuns. Hoje, há advogados, consultores, arquitetos, professores e muitos outros especialistas que atuam remotamente.

Assim, conciliar a vontade de conhecer o mundo e a necessidade de trabalhar tornou-se possível. Devido à crise econômica e à retração do turismo provocadas pela covid-19, muitos países estão oferecendo incentivo para atrair esses visitantes. Entre eles, podem ser destacados a isenção fiscal e o acesso aos serviços públicos.  

Dessa forma, quem já atua via home office ou planeja trabalhar a distância pode considerar a possibilidade de tirar um visto de nômade digital. Os procedimentos para obtê-lo são relativamente simples, e você pode conhecer novas culturas sem ter que morar permanentemente no local.

Como obter o visto de nômade digital?

Para conseguir o visto de nômade digital, é necessário preencher um formulário na página oficial do país de interesse. Geralmente, é cobrada uma taxa para a aplicação, com um prazo que varia de 10 a 30 dias.  

Também são exigidos passaporte válido, seguro viagem (na maioria dos países) e comprovantes de renda e trabalho. É importante verificar as regras quanto ao local onde você atuará para obter o visto.

Alguns países, como a Alemanha, exigem que o profissional tenha clientes onde pretende morar. Outros, ao contrário, solicitam que o nômade digital trabalhe apenas com empresas estrangeiras. É o caso de Portugal, que exige o contrato de trabalho ou comprovação de vínculo empregatício com a empresa no exterior.

Quais são os países com visto para nômade digital?

O número de países com visto de nômade digital vem aumentando a cada ano e já ultrapassa 30 em todo o mundo. Atualmente, os principais países que oferecem esse tipo de visto são:

Na Europa

  • Alemanha;
  • Chipre;
  • Estônia;
  • Espanha;
  • Geórgia;
  • Grécia;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Noruega;
  • República Checa;
  • Portugal;
  • Romênia;
  • Malta.

Na América do Norte

  • México;
  • Estados de Oklahoma, Alabama e Vermont (EUA).

Na América Central

  • Barbuda;
  • Aruba;
  • Barbados;
  • Bermudas;
  • Costa Rica;
  • Dominica;
  • Curaçao;
  • Granada;
  • Panamá;
  • Ilhas Cayman;
  • Montserrat.

Na América do Sul

  • Brasil;
  • Equador;
  • Colômbia.

Na Oceania

  •  Austrália.

Na Ásia

  • Indonésia;
  • Sri Lanka;
  • Tailândia;
  • Malásia.

No Oriente Médio

  •  Emirados Árabes Unidos.

Principais exigências para conseguir o visto de nômade digital

Se você leu até aqui, provavelmente, é um nômade em potencial! Para ajudar a entender melhor como funciona o trâmite para a obtenção do visto de nômade digital, veja, a seguir, os procedimentos de alguns países. É importante ressaltar que eles podem variar conforme o destino escolhido, mas são bem similares.  

Visto de nômade digital em Portugal 

Para conseguir o visto de nômade digital em Portugal, é necessário apresentar contrato de trabalho ou declaração de vínculo empregatício. Além disso, o país pede comprovante de residência fiscal registrado no exterior.

Também é exigido um comprovante de rendimento médio mensal no valor de, pelo menos, 4 salários mínimos portugueses, o que equivale a 2.820 euros. Para trabalhadores autônomos, são requisitados contratos de sociedade ou de prestação de serviço.

Visto de nômade digital na Estônia 

Quem deseja conseguir um visto de nômade digital na Estônia deve se preparar para comprovar uma renda bruta mensal de 3.504 euros. Além disso, terá que disponibilizar contrato de trabalho ou de prestação de serviço com empresa estrangeira.

Visto de nômade digital na Espanha 

O visto de nômade digital na Espanha entra em vigor em janeiro deste ano e exige do visitante uma renda mensal de 2.100 euros. O nômade também precisa comprovar o mínimo de 3 anos de experiência na área de formação e o trabalho com empresas de fora da Espanha.

Visto de nômade digital no Brasil 

Estrangeiros que desejam obter o visto de nômade digital no Brasil podem solicitá-lo pela página oficial do governo. É exigida a comprovação de renda mensal no valor de 1.500 dólares, vinda de fonte estrangeira. Também é necessário apresentar teste de covid-19 negativo, feito 24 horas antes da entrada no país.

A Yuool te ajuda a explorar novos destinos!

Agora que você já sabe como conseguir o visto de nômade digital, é só preparar as malas. Para te ajudar, a Yuool tem calçados confortáveis, fáceis de lavar, resistentes e que são perfeitos para qualquer viagem!

Afinal, nada melhor do que ter um tênis de qualidade e feito de forma sustentável para te acompanhar em todos os destinos. Acesse agora a loja virtual e conheça a linha completa de produtos!

banner yuool