Fibras naturais: saiba o que são e os principais tipos

16 de junho, 2022
5 minutos de leitura
Meio Ambiente

Você quer conhecer as características das fibras naturais? Esse tipo de fibra apresenta diversas utilidades no mundo da moda e da decoração, a depender da origem. A Yuool, por exemplo, é uma marca que utiliza, em sua maioria, fibras naturais na produção dos calçados, como a lã merino no Yuool Tênis e o algodão orgânico no Yuool Fit.

Neste artigo, você vai aprender o que são fibras naturais e como identificar uma fibra de qualidade antes de comprar um produto. Ainda citamos os atributos de cinco fibras naturais diferentes. Confira!

O que são fibras naturais

As fibras são a base para a fabricação dos tecidos. Elas podem apresentar características diversas, a depender de sua procedência. Assim, são classificadas como naturais, artificiais ou sintéticas.

As fibras naturais são de origem mineral, animal ou vegetal. Já as artificiais, embora tenham origem natural, passam por processos químicos na produção. Por sua vez, as fibras sintéticas são produzidas a partir de produtos químicos.

Entre as fibras naturais, existem aquelas que são originadas de plantas, por meio do caule, das folhas ou das flores. As fibras de origem animal vêm dos pelos, como a lã, ou das secreções, como a seda.

As fibras naturais são usadas em alguns calçados da Yuool, como no Yuool Tênis, feito com a lã merino, que oferece conforto térmico em qualquer época do ano. Já o Yuool Fit, que possui 50% do tecido feito de algodão orgânico, é um tênis esportivo versátil, que pode ser utilizado da academia ao escritório.

Como identificar uma fibra de qualidade

Para identificar uma fibra de qualidade na hora de comprar as suas roupas e calçados, você pode observar alguns pontos que aumentam as chances de fazer um bom negócio.

A elasticidade é um dos principais critérios para avaliar nesse momento. Comumente, a maleabilidade significa que o tecido se molda bem ao seu corpo e pode retornar à posição inicial após ser esticado.

Mais uma boa dica é observar a maciez do produto que você quer comprar. De forma geral, um tecido de qualidade também pode ser identificado por essa característica.

Lãs coloridas são exemplos de fibras naturais

Conheça 5 tipos de fibras naturais

Além da seda e da lã, alguns tipos de fibras naturais são o linho, a juta e o algodão. Confira a seguir quais são as características dessas fibras e suas principais aplicações no mercado.

1. Lã

De origem animal, a lã é obtida com a tosa dos pelos e não envolve nenhuma morte. As lãs mais comuns são de ovelhas e alpacas. É provável que a tosa dos animais seja feita durante o inverno porque acaba rendendo mais. Depois dessa etapa, a lã é limpa, cardada, fiada e tecida.

Entre as fibras naturais, a lã é considerada um bom isolante térmico. Por isso, os calçados e roupas feitos com esse material se adaptam bem aos dias mais frios ou mais quentes. Além disso, a fibra apresenta bastante durabilidade e elasticidade.

2. Linho

Já o linho tem origem vegetal. As fibras são obtidas por meio do caule da planta, que também leva o nome de linho. A semente dessa planta é a linhaça, conhecida por ser aliada à alimentação saudável.

A fibra do linho resulta em um fio mais delicado. Por conta do alto custo de produção, os produtos feitos com linho também costumam ser mais caros. Esse tecido é resistente, macio e apresenta um leve brilho.

O linho ainda consegue absorver bem e secar a água rapidamente. No entanto, é um tecido que amassa bastante. Os produtos feitos com esse tecido podem clarear quando expostos ao sol.

3. Algodão

Outra fibra natural de origem vegetal é o algodão. Ele é retirado das flores e deve ser limpo depois de colhido. Em seguida, o material extraído passa pela fiação para formar o tecido.

Uma das principais características da fibra de algodão é a maciez. Ela também apresenta uma boa transpiração, por isso, consegue absorver o suor do corpo e secar de forma rápida. O algodão ainda pode amassar e voltar ao normal facilmente, sendo prático para o dia a dia.

4. Seda

Por outro lado, a seda é uma fibra produzida a partir dos casulos do bicho-da-seda. O resultado é um tecido muito macio e de alta qualidade. Ele também é bastante delicado e apresenta excelente caimento.

O custo de produção ainda é considerado alto, o que também encarece o preço do tecido. Quando exposta ao sol, a seda tende a desbotar, mas demonstra boa absorção e tem baixa tendência a amassar.

5. Juta

A juta é um tecido natural de origem vegetal. A extração da fibra ocorre a partir da maceração do fruto da planta. Esse tipo de tecido costuma ser usado para o artesanato e a decoração de ambientes.

Algumas das vantagens desse tecido são o bom custo-benefício e o isolamento térmico. A juta também absorve bem tintas e corantes. Por outro lado, a exposição solar pode danificar esse tipo de tecido.

Yuool: fibras naturais e conforto para os seus pés

Além das fibras naturais, como a lã merino e o algodão orgânico, em preocupação com a sustentabilidade, a Yuool também adota garrafas PET recicladas e rastreadas na confecção dos produtos, como no caso do Yuool Fit.

As caixas dos tênis são produzidas com material reciclado. Já o molde que acompanha o calçado é feito com bagaço de cana-de-açúcar e projetado para gerar menos resíduos.

Depois, o folheto que detalha os atributos do tênis é feito de material reciclado e pode ser reutilizado como marcador de livro. Por fim, a Yuool apresenta o selo mundial para produtores de lã Nativa Precious Fiber, com base em bem-estar animal, responsabilidade social-corporativa, rastreabilidade e sustentabilidade.